sábado, 3 de abril de 2010

O Balé Jovem de São Vicente volta de Nova Iorque, do Festival Youth American Grand Prix (YAGP) com importantes destaques para a cidade e para o Brasil.


Foram 06 dias de competição, eliminatórias e aulas nos melhores Studio de dança de Nova Iorque e com os melhores professores de dança do mundo. Entre os solistas tinham mais de 520 concorrentes do mundo todo e entre o conjuntos aproximadamente 80 conjuntos internacionais competindo entre si.

Todos os brasileiros tiveram um ótimo desempenho na primeira fase, onde devem apresentar um solo contemporâneo e um solo clássico para prosseguir para a fase seguinte. Na segunda fase são selecionados entre todos os concorrentes apenas 60 para participar do espetáculo final que acontece no grande teatro do New York City Center. Entre esses 60 bailarinos, Fernanda Lopes, bailarina do Balé Jovem de São Vicente foi a única brasileira entre os finalistas, ficando na classificação final no top 12, entre as 12 melhores bailarinas do mundo. O conjunto – Dançando Bach – também se destacou ficando entre o top 12 dos conjuntos, passando para a fase final.

Com destaque para a profissionalização do bailarino o Balé Jovem conquistou três bolsas de estudos: Fernanda Lopes conquistou duas bolsas, uma para o Ballet de Munique e outra para o Ballet de Stuttgart, na Alemanha. A proposta escolhida foi Stuttgart que é para onde a jovem bailarina estará indo em setembro deste ano. James Rossi, conquistou uma bolsa de estudos de um ano para o Joffrey Ballet, em Chicago. Duas escolas renomadas e com uma continuidade de companhia para empregar seus bailarinos.

Além dos surpreendentes resultados, o crescimento cultural dos 15 bailarinos integrantes do Balé Jovem de São Vicente é o ponto alto da viagem. No concurso os bailarinos tiveram a oportunidade de fazer aulas com importantes nomes da dança mundial, conhecer as melhores estruturas de dança, visitar teatros renomados, assistir espetáculo com grandes nomes da dança como: Polina Seminova, Marcelo Gomes, Sergei Polunin, Mathias Heymann entre outros. Também muito importante é manter contato com bailarinos do Japão, China, Austrália, Áustria, Bélgica, Estados Unidos, México, Paraguai, Italia, França entre outros países.

Segundo as professoras Geyssa Alencar e Sabrina Olimpio o melhor de tudo é o crescimento de cada bailarino e a semente que é plantada no íntimo de cada um deles, poder assistir bailarinos sensacionais e ver até onde a dança pode chegar é muito precioso. Depois dessa viagem abre-se um novo universo no caminho deles, o que era sonho já se tornou real, imagine agora o que cada um deles será capaz de sonhar! E mais importante que o sonho é ter a certeza na vida deles que tudo é capaz de se realizar, com muita determinação, força de vontade, humildade, disciplina e muito amor.

“O nosso conjunto era o número 580, só de ver esse número já é assustador, ouvir o nome do nosso grupo, da nossa cidade e do nosso país sendo anunciado no New York City Center lotado no TOP 12, foi muito emocionante”, relatam as professoras.

O Balé Jovem de São Vicente só tem a agradecer todo o apoio da Prefeitura Municipal de São Vicente, do prefeito Tercio Garcia e em especial ao Vereador Pedro Gouvêa e ao Deputado Estadual Luciano Batista que acreditaram, nos apoiaram e estiveram sempre ao nosso lado na realização desse sonho. Além de toda a população da cidade que contribui nos pedágios acreditando no talento desses jovens bailarinos.

3 comentários:

Cris Oliveira disse...

Gente parabéns!! Vocês são maravilhosos. Geyssa e Sabrina, meu abração.

Postei no blog da rádio alvorada, passa por lá.

www.radioalvoradadaweb.com.br/agendacultural

Muito mais sorte pra todos!!

★$ Naиđ♂ N£яi $★ disse...

Não conheci a Fernanda, mas conheço os seus pais desde o tempo em que eles namoravam. Boa sorte a Fernanda!!!

eve disse...

Parabens aos participantes do Bale Jovem e as professoras!!!
Desejo que o sonho de representar Sao Vicente em Berlim em 2011 se torne uma realidade!!!!