terça-feira, 2 de agosto de 2011

Novidades!!!

O Balé Jovem de São Vicente volta do Festival de Dança de Joinville com dois troféus para a Cidade. O Balé Infantil conquistou o 3º lugar com o conjunto de clássico livre “Chaplin” e o Balé Jovem ficou em 2º lugar com a variação do repertório “Chamas de Paris”, com o bailarino Junior Oliveira. O festival de Dança de Joinville é considerado pelo Livro Guinness dos recordes, o maior evento do mundo em número de participantes. Além disso, garantiu mais dois troféus na final do festival Passo de Arte, em Indaiatuba, com o 3º Lugar com o conjunto juvenil "A Hora do Chá" e 3º Lugar com a variação de repertório "Coppelia" com a bailarina Dandara Caetano.

De acordo com os bailarinos do Balé Jovem, o fato de estarem entre os selecionados e subir no palco de Joinville já é mágico. Trazer um troféu e elogio de grandes personalidades da dança nacional é maravilhoso, ainda mais com balé clássico que tem muitos detalhes técnicos e artísticos.

Para fazer parte do Balé Jovem de São Vicente os iniciantes devem se inscrever e passar por um teste de aptidão física. Quem deseja ingressar nos outros anos passará por testes físicos e técnicos. O processo para se formar bailarino dura 9 anos.

Para as professoras, Geyssa Alencar e Sabrina Olimpio, o processo de festival serve como aprendizado, crescimento cultural e artístico para cada bailarino. Elas acreditam que o contato com outros grupos de diferentes Estados, com outros tipos de danças, com os elogios e comentários dos jurados e ainda o privilégio de terem sido escolhidos entre milhares, tudo isso causa um efeito de amadurecimento e confiança no trabalho. E acrescentam que trazer uma premiação é ainda melhor como forma de reconhecimento.

Em números, o Festival de Dança recebeu para a seleção 2.235 coreografias de 576 grupos inscritos. Foram selecionados para a Mostra Competitiva 136 grupos e 239 coreografias de 20 estados e Distrito Federal. Para o Meia-Ponta, foram aprovados 30 grupos, com 44 coreografias.

Além da comemoração das novas conquistas do Balé Jovem, o grupo comemora a visita de seus ex-integrantes que estão de férias no Brasil. Fernanda Lopes, agora bailarina do Stuttgart Ballet da Alemanha, saiu do grupo há um ano e Felipe Vieira, bailarino da Ópera de Viena, há dois. Os dois bailarinos estão de volta por um mês à cidade e ao balé que os lançou para o mundo. Além dos dois que já estão no exterior os bailarinos Noan Alves, Verônica Vasconcelos e Larissa Machado retornaram do curso de verão "summer" que foram concluir no Miami City Ballet nos Estados Unidos.

No entanto, o bailarino que deseja se profissionalizar e participar de competições tem sua jornada de ensaios sobrecarregada de esforço e dedicação. Os ensaios acontecem diariamente, sem descanso semanal, durante quatro ou cinco horas por dia. Mas, para quem não quer seguir este caminho, as aulas são feitas três vezes por semana, durante uma hora e meia.

O Balé Jovem de São Vicente cresceu muito com as competições nacionais e internacionais que têm sido feitas com o apoio da Prefeitura e especialmente com o apoio do vereador Pedro Gouvea. Porém, a ajuda da iniciativa privada é uma possível alternativa para garantir recursos para as viagens dos bailarinos.

Nenhum comentário: