terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Prix de Lausanne





Bailarina do Balé Jovem de São Vicente ganha Bolsa de Estudos para a Alemanha
A jovem bailarina Verônica Vasconcelos embarca em agosto para a Universidade de Mannheim, na Alemanha.

A bailarina do Balé Jovem de São Vicente Verônica Vascocelos , 17 anos, a primeira representante da Baixada Santista a participar do tradicional e concorrido Prix de Lausanne, não conquistou nenhuma premiação no podium na noite final, porém, conquistou uma nova oportunidade para sua vida, conquistou uma bolsa de estudos integral para a Universidade de Mannheim (Alemanhha).
Os estudos da jovem bailarina iniciam em agosto de 2013. Na Universidade ela receberá moradia, alimentação e terá ensino de dança clássica, pas de deux, contemporâneo, pilates entre outras danças, além de aulas teóricas sobre a dança, anatomia, música e aulas de alemão para concluir o ensino superior em Manhein, sendo diplomada como Bacharel em Dança e Maitre em Dança Clássica. Além disso, a Universidade  possibilia que  Verônica  participe da Companhia de Kalrsruhe, também na Alemanha, ampliando sua profissionalização.
Durante o Prix, foram 10 dias de concuso na Suíça com muitas aulas e coach (treinamento individual com grandes mestres da dança clássica e contemporânea), além do intercambio com bailarios do mundo todo.
“Foi realmente incrível ter participado de algo assim, são poucos selecionados, esse ano foram 75 de todo o mundo. Temos muita atenção e aprendemos muito com cada pessoa que convivemos durante esses dias. O maior desafio foi se apresentar no Teatro de Beaulieu porque o Palco tem uma inclinação de 3,5%, temos que nos adaptar a esse tipo de inclinação que difícilmente temos no Brasil, só tenho que agradecer aos meus professores, minha família e tods os amigos que torceram por mim” diz Verônica.
Para as professoras, Geyssa Alencar e Sabrina Olimpio foi uma experiência inesquecível. “O respeito com a arte, com a dança e com todos os participantes é impressionante. Além disso, nós recebemos um feedback sobre nosso trabalho, uma opinião do juri. Nossa reunião com com a grande estrela da dança Tamara Rojo. É ótimo receber opiniões e ver como nosso trabalho está em relação a dança mundial. Estamos muito felizes com a participação e desempenho da Verônica e ver nossa escola entre as melhores do mundo.”
Além disso, o vencedor do Prix foi o brasileiro de Goiania, Adhonay Soares, “Foi maravilhoso ver um brasileiro sendo o vencedor de um concurso tão importante. O Brasil está se destacando cada dia mais na area da dança, uma pena que não temos companhias para empregar tantos talentos”.








Nenhum comentário: