quarta-feira, 1 de maio de 2013

Processos Coreográficos

Além das aulas... os Corpos de Baile Juvenil e Infantil já iniciaram os processos coreográficos de 2013.
Estudo dos personagens, dinâmicas, técnica, musicalidade, tudo isso está sendo estudado nesse momento para que nossas crianças possam ir ao palco confiantes, estudadas e com a certeza de mostrar seu melhor nos palcos no nosso país!
Ir ao palco é algo além de uma sucessão de passos coreografados! A arte ensina e educa para uma vida!!!

Aqui vão algumas fotos do início de mais um processo de criação...
Logo, logo eles estarão nos palcos!!!!

Corpo de Baile Infantil



Corpo de Baile Juvenil




Festival Bravos Excellence


Balé Jovem de São Vicente vence o Festival Bravos Excellence com coreografia de 
Natali Camolez
  por Aldo Neto (aldoneto@agenciacompartilhar.com.br)


O grupo de Balé Jovem de São Vicente conquistou o principal prêmio do Festival Bravos Excellence, uma das principais competições de grupos de dança clássica do país, neste domingo (28), em apresentação no Teatro Ítalo Brasileiro, em São Paulo. Além de vencer o principal prêmio, o grupo conquistou também o primeiro lugar na categoria Conjunto Clássico Amador. Os jovens bailarinos de São Vicente apresentaram a coreografia PARAONZE, idealizada pela bailarina e coreógrafa Natali Camolez, natural de Santos radicada na Europa.

      No total, existiam 141 grupos de dança de todo o país na competição vencida pelo Balé Jovem.  As diretoras do Balé Jovem de São Vicente, Geyssa Alencar e Sabrina Olímpio, estão satisfeitas com o resultado. “Não é a primeira vez que conquistamos essa competição, mas o fato da decisão ter sido unanime entre os jurados foi algo marcante que incentivou muito o nosso trabalho e dos bailarinos de nossa companhia”, comenta Geyssa.  A qualidade do corpo jurado do Festival bravos Excellence foi realçada por Sabria Olímpio:  “O corpo jurado foi formado por Toshie Kobayashi, Neide Rossi e Ricardo Scheir, coreógrafos de renome na dança clássica brasileira”.
     Coreógrafa que idealizou o PARAONZE, Natali Camolez ficou muito feliz com o resultado. “O resultado não é apenas fruto da coreografia, mas sim de toda equipe. Se o Balé Jovem não fosse bem dirigido, não contasse com ótimos bailarinos, nada disso aconteceria”, comentou.
      Natali espera que com resultados como esse, as autoridades locais possam dar mais atenção à dança em São Vicente. “Morei muitos anos em São Vicente, e sei que é uma Cidade que respira dança. Se o Poder Público de forma geral incentivar ainda mais a formação de bailarinos, como a que é feita com brilhantismo no Balé Jovem, teremos mais jovens vicentinos longe das ruas e praticando arte”.

PARAONZE em cena